2.4.13

História do Hino do Palmeiras



No dia 25 de agosto de 1918, véspera do 4º aniversário do Palestra Italia, foi composto aquele que viria a ser o primeiro hino do clube, interpretado pela cantora portuguesa Elvira Martins, que se apresentou no Teatro Avenida vestida com a camisa do Palestra Italia. 
Não há registro da melodia.
Resgaste Histórico: Fernando Galuppo

Eis a letra do primeiro hino do Palestra Italia / Palmeiras:
(grafia original)

Cantando em coro a victoria
que vem de nosso valor,
Palestrinos - para a Glória,
Para a Glória e para o amor.

Sob o esplendor que irradia
De nossa bandeira ideal,
vamos cheios de alegria
Para a lucta franca e leal

Que da nossa mocidade
Fulga em doce aspiração
Da victoria a claridade,
Da Glória o nosso brazão...

Do nosso peito a aurea offerta,
Do valor de todos nós
Há de florir forte e certa
De um canto a rutila voz...

Que a bandeira scintillando
Com um brilho matinal
Fique bem alto pairando
A nossa Glória immortal!

_____________________________________________________________


O hino da Sociedade Esportiva Palmeiras foi composto em 1949 pelo Dr. Antonio Sergi e por Gennaro Rodrigues.
O que poucos sabem é que Antonio Sergi e Gennaro Rodrigues são a mesma pessoa. 
O Dr. Antonio Sergi não gostava de fazer letras e quando as fazia colocava pseudônimo*.
*Esta versão foi confirmada pelos maestros  Silvio Mazzuca, Mário Albanese e Júlio Medalha; quando o Dr. Antonio Sergi fez 80 anos, em 1993.


Antonio Sergi (Itália, 10 de junho de 1913 — Brasil, 3 de junho de 2003) foi um maestro, compositor e regente de orquestra ítalo-brasileiro. Naturalizado brasileiro, era também médico cardiologista formado pela Escola Paulista de Medicina.
Músico, regente, arranjador e professor do Consultório Dramático e Musical de São Paulo, Antonio Sergi tornou-se bastante conhecido do público pela sua atuação nas principais rádios paulistas. Foi diretor artístico da Rádio Cruzeiro do Sul, regente da orquestra da Rádio Educadora Paulista, que anos depois se transformou na Rádio Gazeta onde Totó apresentava o programa "Jazz da Gazeta" que incluía uma orquestra sinfônica.
Nos estúdios, Antonio Sergi que também era conhecido por Totó, criou a Orquestra Columbia com a qual gravou inúmeros sucessos da época, com todos os grandes intérpretes dos anos 40. Sua orquestra costumava animar os principais eventos sociais da cidade, incluindo as festas na mansão dos Matarazzo, na avenida Paulista.
Nos anos 40, Totó atuou por vários anos na Rádio Gazeta junto com o maestro Armando Belardi, Conselheiro da Sociedade Esportiva Palmeiras. 
No final da década, em 1949, Antonio Sergi compôs o hino (letra e música) da Sociedade Esportiva Palmeiras.
Totó, gostava da regência e de produzir arranjos musicais, não tendo por hábito escrever letras para canções. Nas poucas vezes em que o fez, usou o pseudônimo de Gennaro Rodrigues, como no caso do hino do Palmeiras, o que gerou muita confusão por vários anos, com torcedores imaginando tratarem-se de pessoas diferentes.

Dr. Antonio Sergi, o Totó, faleceu aos 90 anos no dia 3 de junho de 2003.






Quando surge o alviverde imponente
No gramado em que a luta o aguarda 
Sabe bem o que vem pela frente 
Que a dureza do prélio não tarda

E o Palmeiras no ardor da partida 
Transformando a lealdade em padrão 
Sabe sempre levar de vencida 
E mostrar que de fato é campeão 

Defesa que ninguém passa
Linha atacante de raça 
Torcida que canta e vibra 

Defesa que ninguém passa 
Linha atacante de raça 
Torcida que canta e vibra 

Por nosso alviverde inteiro 
Que sabe ser brasileiro 
Ostentando a sua fibra!





Fontes:   Palestrinos   -   Wikipédia



Clique AQUI para acessar todas as matérias referentes ao Palmeiras





Nenhum comentário:

Postar um comentário