19.12.14

A você, Felicidade



Incansavelmente busquei por você,
por sua luz que a tudo ofusca;
Muitas vezes me cansei, parei,
cheguei a quase desistir da busca.

Tentei traduzir-te, foi tudo em vão;
oscilando sempre entre 'careta' e louco
cheguei a tê-la em minhas mãos
onde te vi, escorregando aos poucos.

Guardei seu tão aclamado nome,
mas sem querer deixei você fugir;
e nessa história de 'aparece e some'
sei que hora ou outra você há de vir.

Todos te querem, todos te desejam,
pois vêem em ti razão pra sorrir;
mal  sabem que o que tanto almejam
devem buscar primeiramente em si.

Em si mesmos...


Renato Curse                  04 de abril de 2.007


Nenhum comentário:

Postar um comentário