31.10.16

A deficiente compreensão dos incrédulos


Algumas pessoas buscam o conhecimento o tempo todo, imparcial e ilimitadamente. Outras buscam-no com o meticuloso cuidado da limitação seletiva. Estes, já acostumados e adaptados às suas posturas céticas, não farão muito esforço para tentar compreender o que não lhes interessar. E não há interesse em nada que se contraponha às suas ideologias. Em outras palavras, a receptividade com que abraçam aquilo que lhes convém é tão parcial e apaixonada que estas pessoas vão simplesmente fechar os olhos e os ouvidos para todas as objeções ideológicas, mesmo que estas sejam as mais autênticas e idôneas que se pode haver (do ponto de vista racional). O fato é que agindo assim, estas pessoas limitam o seu próprio conhecimento. E um aprendizado deficiente gera ceticismo, agnosticismo, ateísmo,  paganismo, crendices, superstições e toda a sorte de doutrinas incoerentes e confusas. Não é agindo como um cético que você abrirá sua mente, muito pelo contrário, você estará delimitando sua própria capacidade de compreensão. 
Incredulidade desmedida gera incompreensão.
A mente cética vive  predisposta a repelir qualquer argumento, teoria ou ideologia que se contraponha ao seu ceticismo. Por exemplo: se a pessoa, quer seja por conveniência (particular) ou por comodismo, for um partidário comunista autodeclarado, jamais vai admitir as falhas, erros e até a inaplicabilidade da doutrina comunista no nosso atual cotidiano. Nem mesmo a história os convence. Nem mesmo a evidência gritante de que o comunismo fracassou em tudo aquilo que propunha em matéria de liberdade e igualdade. Se tivessem passado pelas privações e injustiças que o povo submetido aos regimes comunistas (todos, sem exceção) passou, quiçá pensassem de outra maneira. Mera hipótese. Mas isso é apenas um dos tantos exemplos que se tem por aí.
O conhecimento cético é um conhecimento deficiente e quanto mais 'incrédula' a pessoa for, maiores serão a sua ignorância e a sua incapacidade de descobrir coisas novas. Será sempre como um aluno que acaba de aprender algumas palavras básicas do latim e já se julga e se considera um especialista em idioma latino, ignorando as novas lições do professor ou simplesmente abandonando os estudos. Neste contexto e dentro deste mesmo panorama também serão maiores a sua soberba e a sua arrogância. Suas 'verdades' serão sempre absolutas e incontestáveis.
Para tornar-se inesquecível em suas vidas, basta que lhes mostre suas próprias contradições de forma clara, direta e precisa usando do ingrediente que menos lhes atrai: a lógica dos fatos. Provavelmente você não irá convencê-los (a menos que eles próprios admitam suas contradições), mas com toda certeza tornar-se-á inesquecível em suas vidas. Lembrarão de ti até na hora da morte.


Renato Curse           11 de outubro de 2016



Nenhum comentário:

Postar um comentário