23.2.13

Lembranças, Memória Inacabada



Era só para ser lembrada...

Mas a lembrança traz consigo
a fome e a fomentação de outras lembranças.
Lembranças difíceis de serem lembradas,
ou inteiramente recuperadas.

Mas a mente sempre dá um jeitinho de enganar;
Ela traz à tona e de maneira acentuada
apenas as boas lembranças,
deixando na gaveta do esquecimento (claro, entreaberta)
as lembranças ruins e desagradáveis.

Memória inacabada.


E fica aquela sensação de ‘eu era feliz e não sabia’.

Mas será mesmo que não sabia?

E será que era realmente feliz de verdade, por inteiro?

Enfim, quem pode garantir que num futuro
não muito distante, essa estranha sensação saudosista de
‘eu era feliz e não sabia’ não volte a se repetir;
mas lá, em relação ao hoje, aos dias atuais.

A mente sempre dá um jeitinho de enganar.

A mente também mente.


Renato Curse               23 de fevereiro de 2.013


Nenhum comentário:

Postar um comentário