9.1.13

A Felicidade...



Não há atalho para a felicidade.
O caminho que leva a ela é como um
labirinto infinito cheio de imprevistos.

A felicidade está nesse labirinto,
onipresente, em muitas portas e partes.

Chegar a ela não é raro, porém, 
por conta dos imprevistos, 
a percepção da felicidade 
estará em dualidade com estes...

O labirinto nada mais é do que um ciclo
que só termina com o fim da nossa existência.

Ser feliz não é complicado e nem raro,
só é passageiro, circunstancial,
como tudo nesta vida,
como nós seres humanos...


Renato Curse         25 de fevereiro de 2007


Nenhum comentário:

Postar um comentário