31.1.13

Jogando (Vivendo)



No jogo da vida,
No campo das adversidades,
Já fui capaz de driblar a morte,
Adiantar a ida, adiar a partida;
Senti a tristeza, gozei a felicidade,
Alternei momentos de azar e de sorte.
Se entrei, ainda não achei a saída.

Continuo jogando.

Continuo vivendo...



Renato Curse                31 de janeiro de 2013


Nenhum comentário:

Postar um comentário