19.1.13

Ausência em mim



Ausência em mim... 

O som dos ponteiros do despertador 
penetra em meus ouvidos, 
penetra no sangue, penetra na alma; 
não, não é dolorido, mas causa pavor, 
não traz alento, não acalma. 

Calma, é só o tempo, 
mais nada. 

Calma que nada! 

Nessa ausência em mim 
sei que isso não é o começo, 
sei que isso é tudo o que eu mereço, 
sei que isso é só o começo do fim. 

Ausência em mim... 





Renato Curse              janeiro de 2.013



Nenhum comentário:

Postar um comentário