17.9.12

Chega de Poluição!



Por sobre os arranha-céus,
você vê a poluição da cidade;
trancado em seu quarto, no hotel,
onde nem o remorso invade.


Será que um dia parou pra pensar
em quantas vidas você destruiu?
Será que um dia vai parar pra pensar
no quanto você já poluiu?


Suas indústrias são seu mundo,
lhe dão mundos de dinheiro;
mas seu ato tão imundo
põe o mundo em desespero.


Então por que você polui?
Não vê que é quase irreversível?
Só idiotas contribuem
com este gesto desprezível!


E o que será do futuro?
E das futuras gerações?
Será que este nosso mundo
suportará tantas agressões?


Você, por dinheiro, ajuda a destruir
a já esfuracada camada de ozônio;
Sua riqueza jamais vai suprir
a sua ausência de neurônios!


Não há dinheiro que pague
o bem-estar universal,
por isso não polua, não estrague
nossos recursos naturais.


CHEGA DE BURRICE,
PARE PRA PENSAR:
O QUE HOJE VOCÊ DESTRÓI
PODE NÃO MAIS SE SALVAR!


Renato Curse              13 de março de 2.007





Nenhum comentário:

Postar um comentário