14.7.12

Esperando você chegar



Estava eu, quem sabe, imaginando
alguma forma de me aportar;
foi quando ouvi você me chamando
do exato lugar onde eu queria estar.


Voltei correndo e você me esperava
com a mesma ternura dos tempos de outrora
e, num repeteco, quem eu mais adorava
estava em meus braços agora.


Era como antes, a mesma emoção;
cada palavra que ela repetia
causava um disparate em meu coração.
Como eu pude deixá-la um dia?


Vendo você tão surreal diante de mim,
sucumbi-me ante à angústia que ia voltar;
e, como que não querendo aceitar o fim,
até hoje eu espero você chegar.




Renato Curse               25 de novembro de 2.001


Nenhum comentário:

Postar um comentário